BLOG | CERRADO

AGRICULTURA IRRIGADA: O QUE É E COMO APLICAR

Na agricultura, fatores como o clima, o solo, a umidade e a irrigação influenciam diretamente no desenvolvimento da plantação. Cada cultivo precisa de condições específicas para crescer e isso inclui  a quantidade de água que ele necessita.

 

Por isso, ao planejar uma safra, é importante colocar no papel aspectos que são variáveis, para não ter surpresas no meio da colheita, como a irrigação. A irrigação nada mais é do que molhar a planta, mas não é uma atividade tão simples, envolve técnica, investimento e um planejamento eficaz, que leva em consideração o tipo de solo, a espécie plantada e outros fatores.

 

Neste artigo, vamos apresentar a agricultura irrigada e sua importância na agricultura, destacando métodos e a questão da água no Brasil. Venha conferir!

 

O que é agricultura irrigada?

 

A irrigação é uma técnica já consolidada na agricultura há décadas, que consiste em aplicar superficialmente uma quantidade de água específica no solo para umedecê-lo e criar condições propícias para o desenvolvimento da plantação

 

Em solos com baixa umidade ou condições climáticas mais secas, a irrigação é indispensável, no entanto não pode ser usada de forma impensada e, por isso, a é uma ótima solução. A agricultura irrigada combina diferentes conhecimentos, como as características do solo e da planta, o clima da região e a preferência do produtor rural para desenvolver um sistema de irrigação eficaz.

 

Esse sistema é mais efetivo, pois busca entender o contexto da propriedade rural e como a irrigação irá auxiliar na produtividade. Além disso, evita desperdícios relacionados a utilização da água, o que gera uma economia e este capital pode ser utilizados em outras tarefas. 

 

Sabemos que a água é um recurso essencial em muitas atividades, principalmente na agricultura, por isso é preciso usar com consciência para evitar a falta deste recurso no futuro. Nos próximos tópicos, iremos contextualizar a situação da água no Brasil e conhecer os principais desafios da aplicação da agricultura irrigada no território nacional.

 

O contexto da água no Brasil

 

A água é utilizada em diversos setores econômicos, como vestuário, indústria de alimentos, indústria de base e outros, além do consumo nos lares brasileiros. Na agricultura, como falamos anteriormente, é um recurso indispensável na plantação. Dessa forma, é preciso ser utilizado adequadamente, com consciência.

 

Segundo dados da Agência Nacional de Águas (ANA), apenas 3% da água no mundo é propícia para consumo, desse valor, 12% dessa água está localizada no Brasil. Contudo, nem toda a população tem acesso a água, ocasionada pela má distribuição dos recurso e degradação dos mananciais, conforme informações do Canal Rural.

 

Ainda segundo a ANA, no relatório de Conjuntura de Recursos Hídricos no Brasil em 2017, último relatório divulgado, entre 2013 e 2016 mais de 45 milhões de pessoas foram afetadas pelas secas ou estiagens. Dessa forma, podemos perceber que alguns estados enfrentam problemas relacionados a crise hídrica, reforçando a necessidade de um consumo mais consciente

 

Este relatório é referência no Brasil e leva em consideração os dados fornecidos por 50 instituições parceiras no país. Para saber mais, acesse o portal do Governo Federal.  Dessa forma, é necessário pensar em alternativas mais econômicas para a utilização da água.

 

Desafios para a implementação da agricultura irrigada

  • Infraestrutura

Segundo Demetrios Christofidis, Coordenador de Eficiência de Agricultura Irrigada do Departamento de Desenvolvimento Hidroagrícola, no Brasil, apenas 6,7% da área cultivada corresponde a agricultura irrigada. Contudo, esse sistema possui um alta produtividade nas fazendas que aplicam, correspondendo a 20% da produção da safra.

 

A baixa utilização da agricultura irrigada nas propriedades rurais está associada ao ciclo hidrológico, sendo necessário elaborar uma infraestrutura hídrica capaz de suprir a demanda. O que torna a implementação da agricultura irrigada pouco acessível para os pequenos e médios produtores rurais, devido ao investimento em adequação do ciclo hidrológico.

  • Financiamento

Outro desafio é o investimento necessário para estas adequações. Para Antônio Pontóglio, Gerente de Divisão da Diretoria de Agronegócios do Banco do Brasil, os investimentos na agricultura irrigada ainda são baixos em comparação a expansão do setor agrícola. 

 

Segundo o especialista, as linhas de crédito específicas para a irrigação correspondem a apenas 1% na carteira de agronegócios do banco, um número inferior ao mercado.

 

Dessa forma, é necessário discutir e pensar em soluções para aumentar os investimentos em agricultura irrigada no Brasil, para que os produtores rurais tenham amparo para investir neste sistema. 

  • Políticas de desenvolvimento da agricultura irrigada

Em um estudo realizado pelo  Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão, identificou que o potencial de área irrigada não é utilizada no Brasil, ocorrendo uma baixa aderência dos produtores a técnicas mais avançadas de irrigação, que geram produtividade para o campo.

 

Ainda segundo a análise, a baixa utilização está ligada aos recursos financeiros destinados ao desenvolvimento do sistema, que não são  suficientes. Dessa maneira, podemos perceber a importância de pensar em políticas públicas que visem o crescimento da utilização da área irrigada no país.

 

Para saber mais sobre a agricultura irrigada no Brasil, acesse a cartilha da Embrapa. O material foi elaborado pela  Embrapa, Instituto de Pesquisa e Inovação na Agricultura Irrigada, Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária e Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento.

 

Quais os principais métodos de irrigação?

  • Aspersão

A irrigação por aspersão é aplicada em toda a plantação na forma de gotas e é um método adaptável, porém seus custos podem aumentar conforme o nível de tecnologia aplicado. Além disso, equipamentos agrícolas com autopropelido e pivô podem ser utilizados para a distribuição da água.

  • Gotejamento

No método de irrigação por gotejamento, a água penetra diretamente na raiz da planta, por meio de gotejadores dispersos na área. Essa técnica é mais econômica e evita desperdício de recursos hídricos, sendo uma das mais indicadas.

 

Além disso, é uma das principais técnicas para produtores que pretendem aumentar o rendimento da fazenda, já que a irrigação por gotejamento duplica o potencial produtivo da plantação.

  • Localizada

A irrigação localizada é próxima ao caule das plantas, sempre abaixo de uma área sombreada da planta. Contudo, assim como a irrigação por aspersão, a técnica exige um alto custo de investimento e manutenção que podem ocorrer de tempos em tempos.

  • Superfície

Por último, temos a irrigação por superfície, agindo diretamente na raiz. O que diferencia esta técnica na irrigação por gotejamento, é que o sistema condutor de água fica abaixo do solo, dando uma impressão de alagamento. O custo de manutenção é maior devido aos condutores de água serem abaixo do solo.

 

Podemos perceber que a agricultura irrigada, apesar de pouco utilizada no Brasil, carece de mais investimentos e incentivos para sua implementação em todo o território nacional. Além de utilizar equipamentos tecnológicos, a técnica auxilia na preservação de recursos hídricos, promovendo o consumo consciente.

 

Por  Thais Rodrigues*

*Estagiária  sob supervisão de Isabela Azi

 

FONTES:

Aegro – https://blog.aegro.com.br/

Tecnologia no campo – https://tecnologianocampo.com.br/

Governo Federal – https://www.ana.gov.br/

Canal Rural – https://www.canalrural.com.br/

Embrapa – https://www.embrapa.br/

Mais Artigos

Farmall 80

DESMITIFICANDO O MANUAL: Tratores Farmall Case IH

Planejado pela CASE IH, a linha de tratores FARMALL foi elaborada para fornecer alto desempenho, produtividade e economia, ideal para práticas agrícolas costumeiras. Neste ebook, você encontrará informações fundamentais para realizar a operação e condução

Fertirrigação

FERTIRRIGAÇÃO: O QUE É E QUAIS OS BENEFÍCIOS

A irrigação e a fertilização são técnicas essenciais para o manejo do solo, trazendo produtividade para a plantação. Mas você imagina a junção desses métodos? Saiba mais!   Na produção de uma safra, o produtor

Envie sua Mensagem

Cadastre para receber nossos conteúdos

CONTATO

Rodovia de Acesso a BR 354
KM 0,1
CEP: 38840-000
+55 (34) 3851-6000
contato@cerradocase.com.br

Avenida Bartolomeu de Paiva, 821
Bairro: São Benedito
CEP: 38950-000
+55 (34) 3631-3035
contato@cerradocase.com.br

Rodovia 251, 6300
Bairro: Chácara Recanto dos Araças
CEP: 39404-128
+55 (38) 3215-7173
contato@cerradocase.com.br

Rod. Br 262, Km 481,80
CEP: 35600-000
+55 (37) 3522-7575
contato@cerradocase.com.br