BLOG | CERRADO

Qual o melhor momento para fazer a renovação da frota?

Renovação de frota

Os benefícios advindos do emprego de máquinas agrícolas no processo produtivo não são novidade. Contudo, com as novas tecnologias que chegam ao campo e o desgaste natural do equipamento, a máquina agrícola pode perder um pouco do seu rendimento. Neste momento, é necessário fazer a renovação da frota agrícola.

 

No processo produtivo, o produtor rural precisa investir na sua lavoura para ter retorno. Um exemplo é o investimento em novas tecnologias, equipamentos, máquinas agrícolas, melhores insumos, infraestrutura e outros recursos.

 

O emprego de máquinas agrícolas é um dos principais investimentos, justamente pelos benefícios que a mecanização do campo pode proporcionar. Contudo, as mudanças ocorrem rapidamente e é preciso atenção às tendências que chegam ao campo.

 

Dessa forma, quando se trata de renovação da frota agrícola, o produtor rural precisa pensar bem e planejar para o momento de revenda de sua máquina. Afinal, tecnologias ficam defasadas e as máquinas se desgastam com o tempo.

 

Além disso, a renovação da frota agrícola é uma maneira do produtor rural atualizar a tecnologia que dispõe e conseguir uma melhor performance, consequentemente, aumentando seus resultados.

 

Mas você sabe qual é o melhor momento para investir na renovação da frota? Ou quais os sinais que demonstram que chegou a hora de pensar na aquisição de novas tecnologias? Neste texto, você encontrará a resposta para essas dúvidas frequentes.

 

Confira aqui sobre a importância de fazer a renovação da frota e como o Plano Safra 23/24 pode ser uma grande oportunidade para isso.

 

Qual é o momento certo para renovar a frota agrícola?

 

Toda aquisição ou renovação da frota agrícola precisa ser antecedida de muito estudo e planejamento. Afinal, trata-se de bens de alto valor, que precisam ser adquiridos para fins específicos. Neste cenário, é preciso ter um retorno do investimento feito.

 

Em uma compra bem planejada, o potencial de sucesso é muito maior. Por mais que bens de alto valor não sejam comumente adquiridos por impulso, é preciso realizar, de forma prioritária, o planejamento da aquisição.

 

Mas, quando se fala em renovação de frota, você sabe qual o momento certo de fazer essa atualização? Veja aqui os principais sinais que indicam que chegou a hora:

  • Necessidade de novas tecnologias

Muitas tecnologias chegam constantemente no agro. Isso não é diferente quando falamos sobre máquinas agrícolas, que se atualizam pela utilização de biocombustíveis, pela taxa de aplicação variável e até mesmo pelo mapeamento da produtividade.

 

Diante disso, pode ser estratégico para o negócio rural atualizar a tecnologia de suas máquinas e, com isso, fazer a renovação da frota. Em muitos casos, a necessidade de novas tecnologias é uma forma prática de expandir a produção.

  • Defasagem tecnológica

A defasagem tecnológica está também ligada a necessidade de investir em novas tecnologias. As máquinas utilizadas no campo há 10 ou 15 anos atrás, por exemplo, eram compostas por outros tipos de tecnologia, que hoje já estão em desuso.

 

Como os estudos e testes das fabricantes avançam, as máquinas que chegam ao mercado já possuem inovações, que são reflexos dos desafios atuais do agronegócio. A defasagem tecnológica é algo comum e que todos os equipamentos e veículos passam.

  • Maior depreciação do equipamento

Muitos produtores rurais, ao fazer a renovação da frota, querem conseguir uma ótima troca comercial pela sua máquina usada. Contudo, quanto mais se espera, o equipamento sofre de defasagem e menor será o preço de revenda.

 

Isso tem relação direta com a defasagem tecnológica e também com a redução da vida útil da máquina agrícola, que ocorre pelo tempo de fabricação e pela sua utilização. Além disso, aumentando a depreciação da máquina, a sua produtividade é comprometida.

 

Diante disso, com o passar do tempo, a relação custo-benefício pode não ser muito vantajosa para o produtor rural, trazendo mais custos e reduzindo o rendimento operacional.

  • Maiores custos

Você viu no tópico anterior que quanto maior for a depreciação da máquina, menor será o preço de revenda e os custos também aumentarão. Mas por que isso acontece? Normalmente, a máquina vai apresentando redução de sua produtividade e, com isso, aumenta a necessidade de manutenções mais recorrentes.

 

Com o número de manutenções aumentando, os gastos também sobem e a relação custo-benefício acaba sendo impactada. Outra elevação de custos está relacionada ao consumo de combustível.

 

Com o passar do tempo, a máquina agrícola precisará de mais combustível para percorrer a mesma quilometragem. Atualmente, os custos com o combustível são um dos mais altos de um negócio rural e, com o aumento por conta da máquina defasada, o produtor precisa começar a pensar na renovação da frota.

Por que se planejar para fazer a renovação da frota agrícola?

Como você bem sabe, máquinas com muitos anos de uso podem apresentar pouco retorno do investimento e, consequentemente, prejuízos para o negócio rural. Quando o produtor rural espera muito para realizar a renovação da frota agrícola, o preço de revenda pode estar abaixo do que ele gostaria para repassar as máquinas.

 

É por isso que o planejamento para a renovação da frota é tão necessário. Afinal, é preciso investir no equipamento certo para ter um bom retorno. Assim, com planejamento, é possível se preparar para a renovação sem que haja comprometimento da saúde financeira do negócio.

 

Além disso, muitos produtores recorrem a financiamentos governamentais, que possuem vários programas com condições específicas para os produtores rurais e o consórcio agrícola. Em ambos os casos é preciso ter planejamento. Veja abaixo por que começar a investir na renovação da frota desde cedo:

  • Benefícios no longo prazo

Reduzir os custos de produção agrícola é um dos objetivos dos produtores rurais a cada safra. O gasto com combustível está entre os mais altos. Dessa forma, pensando no longo prazo, a renovação da frota agrícola está relacionada ao controle de custos.

 

Cada vez mais, novas tecnologias embutidas nas máquinas agrícolas fazem com que o consumo de combustível seja menor. Por sua vez, algumas das apostas do mercado são em biocombustíveis, que têm um impacto menor na degradação do meio ambiente.

  • Maior rendimento operacional

Não basta ter equipamentos em campo, é preciso monitorar constantemente o rendimento operacional das suas máquinas agrícolas. Afinal, como você vai saber se houve redução do rendimento? Ou qual o consumo de combustível por quilometragem?

 

Esse acompanhamento precisa fazer parte da rotina do empreendedor do campo se ele busca qualidade nas operações executadas e o rendimento operacional é diretamente afetado pelo bom funcionamento da máquina.

 

Máquinas que estão muito defasadas apresentam um baixo rendimento e isso impacta toda a cadeia de produção, podendo gerar perdas na lavoura, maiores custos, maior tempo de execução e outros problemas.

  • Captação de recursos

Como você viu anteriormente, muitos produtores precisam recorrer a financiamentos e consórcios para a aquisição de máquinas e isso requer planejamento e avaliação antecipados. É por isso que a renovação da frota agrícola precisa ser pensada desde cedo.

 

Uma das alternativas que tem chamado a atenção é o consórcio de máquinas agrícolas, no qual as taxas são menores, o processo é menos burocrático e há possibilidade de negociação com a própria concessionária ou fabricante. Um exemplo é o Consórcio Case Cerrado.

 

No Consórcio Case Cerrado, o produtor escolhe o plano que melhor cabe no seu bolso, pode selecionar a sua cota e acompanhar todo o histórico, tendo controle exato do valor das parcelas que irá pagar.

 

Além disso, existem as próprias linhas de financiamento, que você confere detalhes no próximo tópico.

 

Como aproveitar os recursos do Plano Safra 23/24 para renovar a sua frota?

 

Com lançamento recente, o Plano Safra 23/24 conta com R$ 364,22 bilhões em recursos para a agricultura empresarial e R$ 77,7 bilhões para a agricultura familiar, que serão distribuídos até o primeiro semestre do próximo ano.

 

E sim, é possível aproveitar esses recursos para fazer a aquisição de máquinas agrícolas novas e até mesmo itens usados, com idade máxima de 8 a 10 anos, como é o caso do programa Moderfrota. Além disso, existem programas como o Moderagro, Inovagro e Programa ABC que também permitem utilizar os recursos para comprar novas máquinas.

 

Aproveitando o lançamento do Plano Safra 23/24, o produtor tem maior disponibilidade de recursos. Por isso, este pode ser o momento ideal para analisar bem os programas, as condições de pagamento, taxas e o teto máximo financiável a fim de começar a renovação da frota agrícola.

 

Conclusão

 

A renovação da frota agrícola é um passo necessário que precisa de muito planejamento, principalmente se o produtor quer atingir maior eficiência operacional, reduzir custos e ter uma boa relação custo-benefício com a mecanização da lavoura.

 

Para isso, é preciso reconhecer os sinais que indicam que está na hora de atualizar a sua máquina. Entre esses sinais estão: o aumento dos custos com combustível, realização de manutenções mais frequentes e a perda da eficiência do equipamento agrícola.

 

Além disso, o produtor precisa ter em mente por onde começar a renovação da frota e qual será o seu método de aquisição.

 

Se você quer investir em equipamentos tecnológicos e econômicos que podem potencializar sua produtividade, venha conhecer o portfólio de máquinas da Cerrado, concessionária autorizada Case IH.

 

Com mais de 10 anos no mercado, a Cerrado já apoiou na modernização de muitos negócios rurais, levando a marca referência em alta tecnologia e performance para a lavoura. Venha conhecer porquê a Cerrado e a Case IH transformam o agro brasileiro.

 

FONTES:

TOTVS – https://www.totvs.com/blog/

Revista Cultivar – https://revistacultivar.com.br/

Portal Máquinas Agrícolas – https://portalmaquinasagricolas.com.br/

Agriterra – https://www.agriterra.pt/

Mais Artigos

Qual a previsão para o mercado do milho em 2024?

 As previsões para o mercado do milho desempenham um papel crucial na tomada de decisões dos produtores agrícolas. É preciso estar atento a notícias, informações e estudos para conseguir aproveitar oportunidades e ultrapassar desafios. Mas

Envie sua Mensagem

Cadastre para receber nossos conteúdos

CONTATO

Rodovia de Acesso a BR 354
KM 0,1
CEP: 38840-000
+55 (34) 3851-6000
contato@cerradocase.com.br

Avenida Bartolomeu de Paiva, 821
Bairro: São Benedito
CEP: 38950-000
+55 (34) 3631-3035
contato@cerradocase.com.br

Rodovia 251, 6300
Bairro: Chácara Recanto dos Araças
CEP: 39404-128
+55 (38) 3215-7173
contato@cerradocase.com.br

Rod. Br 262, Km 481,80
CEP: 35600-000
+55 (37) 3522-7575
contato@cerradocase.com.br