BLOG | CERRADO

Quais as projeções para a safra de grãos 23/24?

Um novo ano se inicia e com ele o planejamento da colheita também, em busca dos melhores resultados e redução das perdas nesta etapa. Em relação a projeções, o mercado e entidades voltadas ao agro também começam a se preparar para a safra de grãos 23/24. E o que se pode esperar para o início do ano? Venha conferir as principais projeções!

 

No campo, engana-se quem pensa que os negócios rurais precisam apenas se preocupar com o processo de produção dos alimentos. Em um mercado cada vez mais competitivo e produtivo, olhar para o mercado também é uma forma de aperfeiçoar a produção.

 

Isso porque as demandas do mercado, as oscilações de preço, cenários e projeções podem gerar oportunidades e também desafios para o gestor do negócio rural. Um exemplo, é o acompanhamento da safra de grãos 23/24, que já começa a ser mapeada.

 

E por que acompanhar as projeções da safra de grãos 23/24? Começar o ano entendendo o cenário mundial, é a melhor forma de guiar o negócio e criar estratégias para comercializar de forma assertiva frente a esse cenário.

 

Pensando que o próximo ano também é o momento de fazer o planejamento de produção, é preciso ter em mente quais culturas podem ser estratégicas para trabalhar. Assim, como entrar no próximo ano mais preparado para aumentar a lucratividade do seu negócio?

 

Neste texto, você verá os primeiros relatórios divulgados pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), os principais pontos de mudança e o comparativo com a safra 22/23. Além disso, terá acesso aos destaques dos resultados na América Latina, com os principais desafios para a produção.

 

O que esperar para a safra de grãos 23/24?

 

O Brasil é um dos grandes exportadores mundiais de grãos, liderando a produção em muitas culturas. Por isso, sempre há expectativas para a produção a cada nova safra, principalmente no início de um novo ano, já que ele deve guiar os preços e os próximos passos do agro mundial.

 

Para a safra 23/24, as projeções se mostram positivas. Segundo o levantamento feito pela Conab, tanto em outubro quanto novembro deste ano, a produção será superior a 315 milhões de toneladas.

 

O resultado é influenciado tanto pelo clima, que afetou a produção em diversas regiões do País, quanto também pela área cultivada, que teve um pequeno acréscimo em comparação com a safra passada, chegando em 78,9 milhões de hectares.

 

Mesmo sendo um levantamento inicial, entidades do setor aguardam com expectativa uma grande safra de grãos 23/24, visto que algumas culturas também começam a ser plantadas no início de janeiro, segundo o calendário agrícola.

 

Quais as principais mudanças da safra 23/24 em comparação com a safra passada?

 

Enquanto muitos produtores aguardam a hora de colher as culturas de primeira safra plantadas em meados de novembro, outros se preparam para semear as demais. Contudo, os primeiros relatórios da Conab já ressaltam importantes mudanças. Confira algumas delas abaixo:

  • Ano histórico para a soja

Uma das principais commodities agrícolas brasileiras, a soja contribui para a economia nacional e também para os ótimos números do agro. Na safra de grãos 23/24, ela se destaca mais uma vez.

 

Para a próxima safra, a sua produção está estimada em 162,4 milhões de toneladas, um aumento de 5,1% em comparação com a safra passada. Além disso, a área de produção também deve ter um leve acréscimo de 2,8%.

 

A produtividade média por hectare também atinge um novo patamar, de 3.585 quilos por hectare. Esse desempenho é fruto do plantio e colheita de soja consistentes, considerando as melhores práticas do campo.

  • Aumento na demanda interna

Na safra de grãos 23/24, o milho terá uma baixa em sua produção de quase 10%, resultante da diminuição da área plantada e uma queda na produtividade. Em contrapartida, a demanda interna do grão irá aumentar nesta temporada.

 

Estima-se que em 2024, a demanda chegará em 84,5 milhões de toneladas, o que corresponde a um aumento de 6,1% em comparação com a safra 22/23.

  • Safra de grãos 23/24 deve atingir um dos melhores resultados

Se confirmadas as previsões, a safra de grãos 23/24 deve ter um ótimo desempenho, chegando a ocupar o segundo melhor resultado histórico, ficando atrás somente dos resultados alcançados na safra 22/23 por uma diferença de 1,5%. Mas ainda restam indefinições sobre o resultado das culturas de segunda safra, já que essas ainda serão plantadas a partir do início do próximo ano.

 

Outros resultados positivos vem do arroz e do feijão, grãos essenciais na refeição dos brasileiros e que apresentam projeção de crescimento de 7,7% e 0,8%, respectivamente.

Como fica a produção na América Latina na safra de grãos 23/24?

 

Além de acompanhar as previsões para o desempenho brasileiro, o produtor rural também deve se atentar ao cenário internacional. Já que estamos falando em commodity agrícola, os preços são influenciados também pelo estoque mundial e o desempenho de outros países impacta toda uma dinâmica de preços.

 

Algumas previsões para países da América Latina também vêm sendo lançadas. Segundo a hEDGEpoint Global Markets, algumas tendências são:

  • Argentina

A produção argentina enfrentou um período de baixas rigorosas em sua produção. Mas na temporada 23/24, o país começa a dar passos para a sua recuperação com o fim da seca. Os grandes destaques da safra de grãos 23/24 na Argentina são puxados pela produção de soja e milho, que terão incremento na produção.

 

Além disso, o país tem investido em uma maior área de produção e também na seleção de cultivares precoces para conseguir sair na frente da produção.

  • Paraguai

Os efeitos do fenômeno climático El Niño acabam por favorecer a agricultura do Paraguai, que deve também se destacar pelo aumento da produção de soja, alcançando as 10 milhões de toneladas conforme dados do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA).

  • Uruguai

Outro país favorecido pelo El Niño é o Uruguai, que na safra de grãos 23/24 deve se recuperar de um período de estiagem que marcou muito a safra anterior no país. Dessa forma, o Uruguai deve retomar sua competitividade no cenário internacional.

 

Quais as previsões para cada cultura na safra de grãos 23/24?

 

Estar atento às oscilações do mercado também é uma forma do produtor prever tendências, acompanhar a oferta e demanda e traçar estratégias inteligentes de comercialização, principalmente se a fazenda investe no armazenamento adequado no pós-safra.

 

Diante das previsões de entidades especialistas no agro, o que o produtor rural pode esperar para as principais culturas na safra de grãos 23/24? Confira detalhes:

  • Soja

Como você viu no texto, a soja ganha mais uma vez destaque na safra de grãos na próxima temporada. Sua produção está estimada em 162 milhões de toneladas, com incremento na produtividade de 2,2%.

  • Milho

Estima-se que o milho, na atual temporada, terá algumas baixas em área plantada e resultado de colheita. A primeira safra deve fechar com 26,2 milhões de toneladas colhidas, uma queda que já vinha sendo anunciada, mas com aumento de 2,2% na produtividade por hectare.

 

Já na safrinha, a queda no volume colhido pode chegar até 10,7%, além da terceira safra em determinadas regiões do país. Ao todo, espera-se colher 119,4 milhões de toneladas na safra de grãos 23/24.

  • Algodão

O algodão também terá destaque na safra de grãos 23/24, com crescimento em área plantada de 2,9% com um resultado correspondente de 1,7 milhão de hectares. Entretanto a produtividade será afetada, resultando em uma baixa de 5,3% do volume colhido, totalizando 3 milhões de toneladas.

  • Arroz e feijão

Na safra de grãos 23/24, a área de produção tanto de arroz quanto feijão aumentou. Assim, prevê-se também um incremento na produtividade que pode chegar de 2,4% a 12,8% do volume produzido, em relação ao arroz. Já o feijão poderá sofrer com a redução da sua produtividade.

 

O aumento da área destinada para ambas as culturas é estratégico para o produtor rural que espera uma melhora dos preços de venda e também redução dos custos de produção.

 

Independente da cultura, o produtor rural precisa ficar muito atento com os fenômenos climáticos adversos, principalmente a ocorrência de El Niño e La Niña na agricultura. Esses efeitos climáticos mudam a dinâmica do clima e afetam as culturas de diferentes formas.

 

Além disso, a seleção de culturas que o produtor trabalhará no restante da temporada também precisa ser estratégica para se antecipar a possíveis adversidades no clima. Por isso, olhar para os estoques mundiais das culturas é uma boa forma de mapear oportunidades de cultivo.

 

Conclusão

 

Existem muitas expectativas para a safra de grãos 23/24, principalmente com culturas que são economicamente estratégicas para o Brasil e têm grande demanda mundial. Por isso, acompanhar as projeções e os balanços feitos por entidades do setor é uma ação importante para manter-se sempre atualizado, encontrar oportunidades e identificar os desafios.

 

O produtor rural que investe no armazenamento correto da sua produção também pode sair na frente no momento da comercialização, aproveitando seu estoque para venda no momento de alta demanda e baixa oferta.

 

Neste texto, você conferiu as primeiras projeções para a safra de grãos 23/24, o cenário produtivo na América Latina, pela perspectiva de países concorrentes do Brasil, e um olhar geral sobre algumas das principais culturas.

 

Quer estar mais preparado para a temporada? Então, acesse mais conteúdos como este pelo Instagram, Facebook e YouTube da Cerrado.

 

 

FONTES:

Canal Rural – https://www.canalrural.com.br/

Globo Repórter – https://globorural.globo.com/

InfoMoney – https://www.infomoney.com.br/

Conab – https://www.conab.gov.br/

Hedge Point Global – https://hedgepointglobal.com/pt-br/

Mais Artigos

Qual a previsão para o mercado do milho em 2024?

 As previsões para o mercado do milho desempenham um papel crucial na tomada de decisões dos produtores agrícolas. É preciso estar atento a notícias, informações e estudos para conseguir aproveitar oportunidades e ultrapassar desafios. Mas

Envie sua Mensagem

Cadastre para receber nossos conteúdos

CONTATO

Rodovia de Acesso a BR 354
KM 0,1
CEP: 38840-000
+55 (34) 3851-6000
contato@cerradocase.com.br

Avenida Bartolomeu de Paiva, 821
Bairro: São Benedito
CEP: 38950-000
+55 (34) 3631-3035
contato@cerradocase.com.br

Rodovia 251, 6300
Bairro: Chácara Recanto dos Araças
CEP: 39404-128
+55 (38) 3215-7173
contato@cerradocase.com.br

Rod. Br 262, Km 481,80
CEP: 35600-000
+55 (37) 3522-7575
contato@cerradocase.com.br