BLOG | CERRADO

Quando fazer o tratamento de sementes na sua lavoura?

tratamento de sementes

Para se obter um bom potencial produtivo e um melhor rendimento da lavoura, é preciso adotar uma série de boas práticas agronômicas, como o tratamento de sementes. Essa técnica, que funciona de forma preventiva, auxilia no bom desenvolvimento da cultura na fase inicial. Veja como aplicar na sua fazenda!

 

Em uma produção agrícola, boas práticas agronômicas podem ser o diferencial para uma lavoura de sucesso e rentável. De fato, são muitos cuidados atrelados que podem trazer uma maior performance e isso deve ser uma preocupação constante para o produtor agrícola.

 

Afinal, com uma melhor performance, o produtor consegue comercializar a produção mais facilmente e obter lucro. Para que isso aconteça, é fundamental garantir a produtividade desde a semeadura e aqui entra o tratamento de sementes.

 

O tratamento de sementes nada mais é que uma ação preventiva contra patógenos e pragas, sendo uma técnica adotada em fazendas de todo o Brasil. Por meio desse procedimento, a planta se desenvolve saudável desde a sua fase inicial. Assim, as chances de uma boa produção são maiores.

 

Mas você sabe como o tratamento de sementes pode ser benéfico para a lavoura e contribuir para o potencial produtivo do cultivo? Neste artigo, você confere sobre o que é o tratamento de sementes, como esse processo é feito e por que é um diferencial começar a aplicar essa técnica na sua fazenda.

 

Além disso, você verá sobre as diferenças entre o tratamento industrial e o que é feito na fazenda.

Afinal, o que é o tratamento de sementes?

 

Existem muitos métodos para controlar e afastar os patógenos, pragas e outros organismos que podem impactar negativamente na produção, o mais famoso e aplicado é a pulverização de agroquímicos. No entanto, você já pensou em ter essa proteção desde antes da semeadura?

 

Com o tratamento de sementes, isso é possível. Por esse processo, a semente chega no campo já tratada, através da aplicação de produtos químicos ou organismos biológicos. Assim, a semente está protegida da sua semeadura até a germinação.

 

O tratamento de sementes não apenas controla e afasta patógenos, pragas e insetos neste período crucial para o potencial produtivo da lavoura, mas também contribui para a qualidade sanitária da cultura e a expressão de todo seu potencial genético.

Por que fazer o tratamento de sementes antes da semeadura?

 

No tópico anterior, você viu que o tratamento de sementes é feito antes mesmo da plantação, em um processo que envolve a aplicação de produtos químicos ou controle biológico. Mas você sabe por que o tratamento de sementes pode ser um diferencial para se alcançar maiores produtividades? Veja os principais benefícios da técnica:

  • Proteção preventiva

A pulverização é um dos métodos mais utilizados hoje na agricultura, aplicada quando o produtor rural percebe o surgimento de patógenos no campo, como uma forma de controlar e evitar que esse agente se espalhe para outras áreas do cultivo. Contudo, até que o produto apresente os efeitos esperados, há impactos na produtividade.

 

Com o tratamento de sementes, uma proteção preventiva, a cultura tem um desenvolvimento saudável e uma melhor resposta contra os patógenos. Pensando que a semeadura é muito importante para atingir um bom potencial produtivo, esse tratamento pode ser um dos fatores principais para o sucesso da colheita.

  • Garantia da qualidade sanitária do cultivo

Quem desempenha uma atividade agrícola sabe que a qualidade é um dos grandes diferenciais e, principalmente, um dos fatores determinantes na comercialização. Mas essa qualidade vai muito além das características físicas, como o tamanho e a forma.

 

Para ter um produto agrícola de qualidade, é preciso garantir uma semente de qualidade, o que, além da qualidade física, engloba critérios fisiológicos, genéticos e sanitários. No aspecto sanitário, o tratamento de sementes é uma das técnicas de proteção que livra a semente de patógenos.

 

Dessa forma, protegendo a semente, os outros aspectos da qualidade também podem ser alcançados, tendo um produto agrícola mais uniforme, que apresenta uma boa taxa de germinação e com pureza varietal.

  • Aumento do potencial da produção

Grandes culturas, como soja e milho, são propagadas a partir das sementes, assim como aproximadamente 90% das culturas destinadas à produção de alimentos. Por isso, garantir sementes de qualidade e uma boa germinação é a base de uma lavoura que apresenta melhores resultados.

 

Portanto, o investimento em infraestrutura, tecnologia e inovação pode ser pouco eficaz se a base da atividade agrícola, no caso as sementes, não possui um cuidado adequado. Isso se expressa tanto na escolha das sementes, que precisa apresentar todos os aspectos de qualidade mencionados, como também no tratamento delas.

 

Sementes que não recebem os devidos cuidados podem trazer impactos severos para a lavoura, como interferências na sua germinação, baixa produtividade e até mesmo afetar características das plantas. Assim, quando você protege a semente e todo o seu potencial, é possível alcançar os níveis máximos de produção.

  • Controle de perdas

Quem trabalha com a agricultura sabe o potencial de perdas que os patógenos podem causar no campo. Afinal, esses prejuízos significam também uma perda na rentabilidade com a lavoura. Mas talvez você ainda não saiba que o tratamento de semente previne as perdas futuras.

 

Para muitas culturas, o tratamento traz benefícios além da prevenção contra doenças e fungos, por exemplo, ajudando as plantas na sua eficácia, principalmente nesta etapa crucial para o desenvolvimento das culturas.

  • Relação custo e benefício

Todo investimento em uma lavoura deve ter um retorno positivo e isso precisa também ser avaliado pelo produtor rural. Além de possibilitar uma lavoura mais protegida, o tratamento de sementes é uma técnica com um ótimo custo benefício.

 

Uma pesquisa realizada pela Embrapa, com o tratamento de sementes de soja, mostra que o investimento é baixo e com um alto retorno. De acordo com a pesquisa, realizada na safra 18/19, o custo com o tratamento por meio de fungicidas e inseticidas foi de 1,48% em relação ao custo total da produção por hectare.

 

Ao longo de 10 anos, o custo médio por hectare foi de apenas 2,2%, o que representa apenas R$ 44,00 investidos com o tratamento de sementes por hectare. Imagine investir menos de cinquenta reais e obter tantos benefícios para a sua lavoura?

 

Não é todo investimento de baixo custo de implementação feito na lavoura que tem esse alto retorno.

 

Como é feito o tratamento de sementes?

 

Agora que você já conhece os ganhos para a lavoura e fazenda proporcionados pelo tratamento de sementes, é importante entender também como esse processo é feito. Afinal, é preciso que o procedimento seja executado corretamente para trazer retornos reais.

 

Para isso, é fundamental realizar a análise de qualidade das sementes. Pela análise, você obtém todas as informações necessárias a respeito da qualidade sanitária, principalmente se a semente está livre de patógenos.

 

Além disso, é importante entender a área de cultivo, incluindo quais são as principais ocorrências no início da cultura. Isso ajuda a definir como será o tratamento, ou seja, quais produtos serão utilizados para o tratamento das sementes.

 

Essas informações são fáceis de serem obtidas se você já tem o histórico da sua lavoura. Dessa forma, a depender da ocorrência de patógenos, o tratamento pode ser feito com fungicidas, inseticidas e outras substâncias.

 

O tratamento de sementes pode ser feito tanto na própria fazenda, quanto de forma industrial. Mas, você sabe qual a diferença entre esses tipos? A partir do próximo tópico, você saberá!

 

Tratamento industrial e on farm: qual a diferença entre eles?

 

O tratamento de sementes pode ser feito tanto na fazenda, chamado também de on farm, quanto de forma industrial. E como saber qual a melhor forma de executar esse tratamento? Veja abaixo as principais diferenças:

  • Tratamento on farm

Esse tipo de tratamento convencional é feito na propriedade rural, sempre antes da semeadura, e, normalmente, é utilizado pelos produtores que preferem adquirir as sementes não tratadas. Nesse caso, os custos costumam ser menores, mas é preciso ter atenção na execução.

 

Para realizar o tratamento de sementes na fazenda, é fundamental a participação de um agrônomo, que irá indicar o melhor produto de acordo com o histórico de ocorrências de patógenos na fazenda, além do registro do produto no tratamento da cultura desejada.

  • Tratamento industrial

Além do tratamento na fazenda, é muito comum também o tratamento de sementes na indústria, onde a dose e cobertura das sementes é feita de forma automatizada e com tecnologia envolvida. Por isso, a eficácia também pode ser maior.

 

Conclusão

 

Neste artigo, você conferiu como o tratamento de sementes é fundamental para o bom estabelecimento da cultura, garantindo maior resistência contra patógenos. Além disso, conferiu que o tratamento também contribui para o desenvolvimento saudável da planta.

 

Para além dos benefícios econômicos, o tratamento de sementes também ajuda na expressão do potencial produtivo, no controle de pragas, na qualidade sanitária, na proteção preventiva e muito mais.

Se você deseja ter acesso a conteúdos exclusivos sobre o agronegócio brasileiro, acompanhe o Instagram, Facebook e YouTube da Cerrado para receber materiais sobre gestão, boas práticas agrícolas, clima, tecnologia e máquinas agrícolas.

 

FONTES:

Agro Bayer – https://www.agro.bayer.com.br/

Agriq – https://agriq.com.br/

Aegro – https://blog.aegro.com.br/

Climate Fieldview – https://blog.climatefieldview.com.br/

Embrapa – https://www.embrapa.br/

 

Mais Artigos

Qual a previsão para o mercado do milho em 2024?

 As previsões para o mercado do milho desempenham um papel crucial na tomada de decisões dos produtores agrícolas. É preciso estar atento a notícias, informações e estudos para conseguir aproveitar oportunidades e ultrapassar desafios. Mas

Envie sua Mensagem

Cadastre para receber nossos conteúdos

CONTATO

Rodovia de Acesso a BR 354
KM 0,1
CEP: 38840-000
+55 (34) 3851-6000
contato@cerradocase.com.br

Avenida Bartolomeu de Paiva, 821
Bairro: São Benedito
CEP: 38950-000
+55 (34) 3631-3035
contato@cerradocase.com.br

Rodovia 251, 6300
Bairro: Chácara Recanto dos Araças
CEP: 39404-128
+55 (38) 3215-7173
contato@cerradocase.com.br

Rod. Br 262, Km 481,80
CEP: 35600-000
+55 (37) 3522-7575
contato@cerradocase.com.br